O Brasil atingiu um recorde de vacinação durante esta semana: mais de 334 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19 foram enviadas para todo o país. Desse quantitativo, mais de 272 milhões já foram aplicadas, correspondendo a cerca de 154 milhões da primeira dose e 118 milhões da segunda dose (ou vacinas de aplicação única). Com o avanço da vacinação, o Brasil registrou uma queda de 90% no número de casos e óbitos pela Covid-19 nos últimos sete meses. De acordo com a médica epidemiologista e professora da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), Ethel Maciel, esses dados mostram que a doença pode ser controlada com uma maior proteção da população. “Ainda temos mais de 300 pessoas morrendo por dia e esse número vai ser reduzido ainda mais na medida em que a gente alcance um percentual maior de pessoas com duas doses, acima de 80%. Assim a gente vai conseguir controlar essa doença”, explicou a médica. Operação Finados 2021: Polícia Rodoviária Federal intensifica fiscalização nas rodovias Confaz vai congelar valor do ICMS sobre os combustíveis por 90 dias O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, destacou que essa redução no número de casos e óbitos pela Covid-19 mostra o esforço do ministério para vencer a pandemia. Queiroga participou da conferência “As ações do Brasil no enfrentamento da Covid-19”, em Portugal. “Nós temos mais de 550 milhões de doses de vacina e isso permite que nós possamos assegurar que até o final do ano toda a população brasileira estará vacinada com duas doses de vacina. E essa é uma meta nossa, do governo brasileiro”, afirmou o ministro, que foi convidado pelo país europeu para ministrar uma aula magna nessa terça-feira (26), na Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa. Para garantir a disponibilidade necessária de vacinas para toda a população brasileira, a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) assinou, com a farmacêutica AstraZeneca, um termo de compromisso para a compra de Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA) suficiente para a produção de 60 milhões de vacinas Covid-19. Com essa aquisição, a Fiocruz terá a possibilidade de entregar ao Programa Nacional de Imunizações (PNI) 120 milhões de doses de vacina logo no primeiro semestre de 2022.

Dados da Covid-19

O Brasil registrou mais 11.965 casos e 394  óbitos por Covid-19, nas últimas 24h, de acordo com o balanço mais recente do Ministério da Saúde nesta sexta-feira (29). Desde o início da pandemia, mais de 21.781.436 milhões de brasileiros foram infectados pelo novo coronavírus. O Rio de Janeiro ainda é o estado com a maior taxa de letalidade entre as 27 unidades da federação: 5,17%. O índice médio de letalidade do País está em 2,8%.

Taxa de letalidade nos estados

  • RJ    5,17%
  • SP    3,45%
  • AM    3,22%
  • PE    3,17%
  • MA    2,84%
  • PA    2,80%
  • GO    2,68%
  • AL    2,62%
  • PR    2,61%
  • CE    2,60%
  • MS    2,56%
  • MG    2,54%
  • MT    2,52%
  • RO    2,43%
  • RS    2,42%
  • PI    2,18%
  • BA    2,17%
  • SE    2,16%
  • ES    2,13%
  • PB    2,11%
  • DF    2,11%
  • AC    2,10%
  • RN    1,98%
  • TO    1,70%
  • SC    1,62%
  • AP    1,61%
  • RR    1,59%
Os números têm como base o repasse de dados das Secretarias Estaduais de Saúde ao órgão. Acesse as informações sobre a Covid-19 no seu estado e município no portal brasil61.com/painelcovid. Fonte: Brasil 61

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *