PALMEIRA (Diogo Mulero), o que esse nome representa?

Diogo Mulero, o Palmeira, nasceu em Agudos interior do estado de São Paulo em 19 de fevereiro de 1918 e faleceu em São Paulo no dia 28 de junho de 1967.

SAIBA MAIS DO PROJETO

Participe fazendo sua doação!

Diodo Mulero (Palmeira) foi o responsável por dar oportunidade para vários artistas brasileiros, não só da musica caipira.

Se hoje você é fã de algum artista com certeza alguns foram através do Diogo Mulero (Palmeira) que chegaram a gravar e teve sucesso pela oportunidade dada por ele.

É um nome que pra nós representa muito e essa oportunidade de ter esse livro lançado contando toda sua historia, você pode ajudar.

Quantas musicas você já cantou e de certo nem sabia que era do Diogo Mulero (Palmeira)

Discografia

  • (1968) Os grandes sucessos de Palmeira e Biá
  • (1961) Decisão cruel/Cantinho do coração
  • (1960) Nos braços teus/O fim
  • (1959) Acostumado contigo/Onde você foi
  • (1959) Só Deus/Amigo Heleu
  • (1959) Baião do suco-suco/Rua da ilusão
  • (1958) Se ela voltasse/Flor do lodo
  • (1958) Baião da Serra Grande/Feiticeira
  • (1958) Melodia de amor/Dois corações
  • (1958) A volta da morena/Só para você
  • (1958) Nova flor/Porto de Paranaguá
  • (1958) Se você não existisse/Paula
  • (1957) Quem é você?/Moça do violino
  • (1957) Calúnia/Tua sombra
  • (1957) Dama desconhecida/ABC do coração
  • (1957) Beijei…gostei/Graças a Deus
  • (1956) Menino pobre/Recordações de Mato Grosso
  • (1956) Romeiro d’Aparecida/Viola de ouro
  • (1956) Boneca cobiçada/Condenado
  • (1955) Disco voador/Amor contrariado
  • (1955) Carreta da fronteira/Milagre de Tambaú
  • (1955) resposta do couro de boi/Pantanal cuiabano
  • (1955) Jogador na igreja/Bandoleiro
  • (1955) Carmen Miranda/Geada
  • (1955) Deus lhe pague/Peito apaixonado
  • (1954) Piraquara/Saudade de quem eu amo
  • (1954) Soldado de Centralina/São Benedito
  • (1954) Fogueira da saudade/Na beira do rio
  • (1954) Céu de Goiás/Moreninha brasileira
  • (1954) Couro de boi/O feiticeiro
  • (1954) Rainha do Brasil/Chorosa
  • (1954) Bico da mamadeira/O cravo e a rosa
  • (1954) Branca/Macho rapina
  • (1953) Nossa Senhora das Graças/Arroz a carretera
  • (1953) Tatu peba/Bate o vento
  • (1953) Moda do carroceiro/O preço do pecado
  • (1953) Garimpeiro do Brasil/Não tenha medo
  • (1953) Moda dos viajantes/A voz dos sinos
  • (1953) Cabelo branco/Curimbatá
  • (1953) O crime do Cascavel/Cornélio Procópio
  • (1953) Pé de bode/Primeira comunhão
  • (1953) Fazendeiro do norte/Sombranceia grossa
  • (1953) Bento Fumaça/Piado do mutum

APOIO: