Documentos apresentados na vacinação serão copiados em São Paulo

A partir desta segunda-feira (31), a prefeitura de São Paulo vai fazer cópias de atestados e receitas médicas de pessoas com comorbidades que venham a se vacinar contra a covid-19. Esse processo de retenção de cópias dos documentos será feito por amostragem, em todas as unidades de saúde que estão na campanha de imunização. O objetivo, segundo a Secretaria Municipal de Saúde, é apurar a veracidade dos documentos apresentados e evitar fraudes contra os grupos prioritários na vacinação. Ainda segundo a pasta, essa medida foi adotada após sugestão do Ministério Público (MP), e assim que for detectada alguma irregularidade, o caso será encaminhado ao MP para que se inicie o processo civil e criminal. A pena para quem compra ou vende atestados médicos pode chegar a 5 anos de prisão. O médico envolvido na fraude também pode perder o seu registro no Conselho de Medicina. Em nota, a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo informou que já identificou um dos responsáveis pela venda desses atestados falsos na região central da capital, e disse que a Polícia Civil está trabalhando para localizar e prender o suspeito.

Publicado em 30/05/2021 – 14:30 Por Por Nelson Lin – São Paulo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *