Perda do olfato por covid-19 pode durar até um ano, diz pesquisa

Publicado em 02/07/2021 – 11:09 Por Maíra Heinen – Repórter da Rádio Nacional – Brasília

Um sintoma bastante relatado em pacientes com covid é a perda do olfato. E pesquisadores de Estrasbusrgo, na França, descobriram que ele pode durar até um ano em algumas pessoas. O estudo foi publicado no Jornal da Associação Médica Americana e aponta que após 4 meses de avaliação, mais da metade dos pacientes pesquisados ainda apresentava uma recuperação parcial do sentido. O coronavírus é neurotrópico, ou seja, tem uma afinidade em infectar estruturas do sistema nervoso central. Assim, pelas terminações nervosas do nariz ele pode chegar até o cérebro, causando a incapacidade de identificar cheiros. Na advogada Andressa Almeida, esse sintoma começou a aparecer no terceiro dia de covid. E a recuperação demorou quase três meses. O neurologista do Grupo de Neurologia Cognitiva e do Comportamento do Hospital das Clínicas da USP, Raphael Spera, explica que este é um sintoma muito relevante e é importante monitorar. Mas destaca que, na maioria dos casos, o paciente se recupera em até duas semanas. Para quem teve sintomas prolongados, vale fazer uma reabilitação sensorial. Ainda não se sabe, segundo Raphael Spera, porque a perda de olfato acontece para alguns e para outros não. Ele lembra que outros vírus, como o sars-cov-1 e o influenza, causador da gripe também podem causar perda de olfato em algumas pessoas. Além da perda de olfato, a covid pode deixar outras sequelas: perda do paladar, problema motor, fraqueza dos membros, entre outros.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *